programa

Plano de Aula

AULA 1 : TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E SOCIEDADE – A “VIRADA CIBERNÉTICA”

 

 

 

Texto-base

KIM, Joon Ho. Cibernética, ciborgues e ciberespaço: notas sobre as origens da cibernética e sua reinvenção cultural. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 10, n. 21, p. 199-219, jan./jun. 2004

Texto complementar

BUCHER, Taina. ‘Machines don’t have instincts’: Articulating the computational in journalism, New Media & Society. Volume: 19 issue: 6,  918-933, 2016

+ referências


AULA 2: CIBERCULTURA E ÉTICA HACKER

CASTELLS, Manuel. A Galáxia de Gutemberg. Rio de Janeiro: Zahar, 2003. Cap.2 – A cultura da internet. / LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: editora 34, 1999. (Cap I : pp 21-30)

PALÁCIOS, Marcos. Fazendo Jornalismo em Redes Híbridas: Notas para discussão da Internet enquanto suporte mediático. Artigo produzido para discussão na Lista JnCultural, em fevereiro de 2003

Texto complementar: 

FELINTO, Erick. ‘Sem mapas para esses territórios’: a cibercultura como campo de conhecimento. Intercom–Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação-XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação–Santos- 29 de agosto a 2de setembro de 2007

KERCKHOVE, Derrick de. Ética da transparência na era do Big Data. In: Maria Immacolata Vassallo de Lopes, Margarida Maria Krohling Kunsch(organizadoras). Comunicação, Cultura e Mídias Sociais. São Paulo: ECA/USP, 2016

A crise do jornalismo segundo o poder de distribuição das mídias sociais – Blog do Fábio Vasconcelos.

WEBOPEDIA(Webopedia is an online tech dictionary for IT professionals and educators, providing definitions to words, phrases and abbreviations related to computing and information technology. Our goal is to provide easy-to-understand definitions, avoiding the use of heavy jargon when possible so that the site is accessible to users with a wide range of computer knowledge)


AULA 3 : DIMENSÕES POLÍTICAS DA REDE

SILVEIRA, Sérgio Amadeu.  Novas dimensões da política: protocolos e códigos na esfera pública interconectada. Revista de Sociologia e Política vol.17 no.34 Curitiba out. 2009

Texto complementar:

MANOTTI, Gabriel. Filmes executáveis: da existência e propriedade das  imagens em rede. Matrizes. São Paulo, V.9 – Nº 1 jan./jun.2015 p. 243-263

What is Twitter, a Social Network or a News Media? – Haewoon Kwak, Changhyun Lee, Hosung Park, and Sue Moon

STERNE, Jonathan. MP3: the meaning of a format. Durham: Duke University Press, 2012

+ referências


AULA 4: SEMINÁRIOS TEMÁTICOS

 


AULA 5: ECONOMIA DA INFORMAÇÃO, P2P E O OPEN KNOWLEDGE

BAWENS, Michel. Economia Política da Produção entre os pares. s/d

LEWIS, Seth C, USHER, N. Open source and journalism: Toward new frameworks for imagining news innovation. Media, culture & society 35 (5), 602-619

PALÁCIOS, Marcos. Fazendo Jornalismo em Redes Híbridas: Notas para discussão da Internet enquanto suporte mediático. Artigo produzido para discussão na Lista JnCultural, em fevereiro de 2003

Texto Complementar:

SANTAELLA, Lucia. Ecologia Pluralista da Comunicação. S.Paulo: Paulus, 2010 (A Nova Economia da Atenção)

BUCHER, Taina. A Technicity of Attention: how software ‘makes sense’. CULTURE MACHINE VOL 13 • 2012

Tudo que você queria saber sobre Git e GitHub, mas tinha vergonha de perguntar. por Daniel Schmitz – Tableless 

+ referências


AULA 6 : O JORNALISMO, CULTURA DO REMIX E DOS MEMES

LEÃO, Lucia. O remix nos processos de criação de imagens e imaginários midiáticos. Trabalho apresentado ao Grupo de Trabalho “Imagem e Imaginários Midiáticos” do XXI Encontro da Compós na UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais, de 12 a 15 de junho de 2012.

GLEIK, James. Gleick, James. A informação : Uma história, uma teoria, uma enxurrada São Paulo : Companhia das Letras, 2013. Cap. Um mergulho no caldo dos memes.

HOLTON, A.E, LEWIS, S.C.Journalists, social media, and the use of humor on Twitter. Electronic Journal of Communication 21 (1/2)

HERB, Silvia. Re-Imaging War: Internet Memes based on War Photography as an Act of Resistance against Visual Manipulation.American International Journal of Social Science Vol.5, No. 4; August 2016
TAY, G. (2014). Binders full of LOLitics: Political humour, internet memes, and
play in the 2012 US Presidential Election (and beyond). European Journal of
Humour Research, 2(4), 46-73.
ZAGO, Gabriela da Silva. A recirculação do acontecimento jornalístico em imagens remixadas: Cibercultura e apropriações. Rizoma, Santa Cruz do Sul, v. 1, n. 1, p. 85, julho, 2013

O que define um meme. Caderno Link. Estadão. 31 de julho de 2011

Texto complementar:

RECUERO, Raquel. Memes em weblogs: proposta de uma taxonomia. Revista FAMECOS, Porto Alegre, nº 32 abril de 2007

JORENTE, Maria J.V. Mídia e Convergências de Linguagens na Web. São Paulo. São Paulo:Cultura Acadêmica, 2012. (Cap 5. Hibridização de gêneros, reprodutibilidade e ressignificação: remix e conhecimento compartilhado)

MAIA, Alessandra, ESCALANTE, Pollyana. Consumo de Memes: Imagens Técnicas, Criatividade e Viralização. Trabalho apresentado no Grupo de Trabalho 6 – Mercado do Entretenimento e da Música na cibercultura, do VIII Simpósio Nacional da ABCiber, realizado pelo ESPM Media Lab, nos dias 03, 04 e 05 de dezembro de 2014, na ESPM, SP.

+ referências


 AULA 7: GATEWATCHERS, PLATAFORMAS, FILTROS E CURADORIA

BRUNS, Axel. Gatekeeping, Gatewatching, Realimentação em Tempo Real: novos desafios para o Jornalismo BRAZILIAN JOURNALISM RESEARCH – Volume 7 – Número 1 – 2011

Texto do Seminário:

AMARAL, Adriana. Práticas de Fansourcing: estratégias de mobilização e curadoria musical nas plataformas musicais s/d

SAAD, Elizabeth Saad Corrêa, BERTOCCHI, Daniela. O algoritmo curador – o papel do comunicador num cenário de curadoria algorítmica de informação. Trabalho apresentado ao Grupo de Trabalho CIBERCULTURA do XXI Encontro da Compós, na Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, de 12 a 15 de junho de 2012.

LEWIS, Seth C. Journalism in an era of Big Data: cases, concepts, and critiques. Digital Journalism, 2014

LEWIS, Seth C. , WESTLUND, Oscar. Atores, Actantes, Audiências e Atividades no Trabalho Jornalístico Crossmídia –  Revista PARÁGRAFO V. 4 N.2 2016

WESTLUND, Oscar, LEWIS,  Seth C.  Agents of Media Innovations: Actors, Actants, and Audiences. The Journal of Media Innovations 1.2 (2014): 10-35

DEUZE, Mark, M.  O Jornalismo, a Vida na Mídia e a Sociedade Empreendedora. Parágrafo, 2(2), 4-22 (2014)

DEUZE, Mark, WITSCHGE, Tamara. O Que o Jornalismo está se Tornando – Revista Parágrafo, V.4 N.2 2016

CONTEXTUALIZAÇÃO DE REPORTAGENS HIPERMÍDIA: narrativa e imersão  JOÃO CANAVILHAS / ALCIANE BACCIN

LÉVY, Pierre. La pyramide algorithmique. Sens Public, 15/12/2017 (Ontologie du numérique – Introduction au dossier) – 15 décembre 2017

OF COMPUTATIONAL AGENCY – ZEYNEP TUFEKCI
Algorithmic culture.“Culture now has two audiences: people and machines”: A conversation with Ted Striphas – Giuseppe Granieri – Medium –
The Ghost of Cognition Past, or Thinking Like An Algorithm –Posted on 

Critical Algorithm Studies: a Reading List -Social Media Collective (curadoria de temas relacionados aos algoritmos)

HALLINAN, Blake, STRIPHAS, Ted. Recommended for you: The Netflix Prize and the production of algorithmic culture.New Media & Society. Vol 18, Issue 1, pp. 117 – 137. First Published June 23, 2014

BALDI, Vania. Dataísmo: contra um saber sem conhecimento. In: BORGES, Jussara, BARREIRA, Maria I.J.S., CUNHA, Francisco J.A.P. (orgs). Mundo Digital: uma sociedade sem fronteiras? JOão Pessoa ; Idea, 2014

The platform metaphor, revisited – Social Media Collective,  by Tarleton Gillespie, August 24, 2017

+ referências


AULA 8: SEMINÁRIOS TEMÁTICOS

 


AULA 09 : SOFTWARE STUDIES/CULTURAL ANALYTICS

MANOVICH, Lev. Novas mídias como tecnologia e ideia: dez definições. In: LEÃO, Lucia. O chip e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Ed. SENAC, 2005.

Texto do Seminário:

ALBUQUERQUE, Afonso de. Os desafios Epistemológicos da Comunicação mediada por computador. Revista Fronteiras, v. IV n.2, dez de 2002.

MANOVICH, Lev. A Ciência da Cultura? Computação Social, Humanidades Digitais e Analítica Cultural. Revista Matrizes. V.9 – No 2 jul./dez. 2015 São Paulo – Brasil p. 67-83

LEWIS, Sth C.  Journalism In An Era Of Big Data. Digital Journalism Vol. 3 , Iss. 3,2015
LIMA Jr. Walter Teixeira. The data, APIs and toolkit in the production of information of social relevance1 (news)Rev. Famecos (Online). Porto Alegre, v. 21, n. 2

Lista colaborativa de quem seguir nas redes sociais em 2018 sobre big data, data science, jornalismo de dados e visualização de dados.

 

+ referências


 AULA 10: MÍDIAS LOCATIVAS e TERRITÓRIOS INFORMACIONAIS

LEMOS, André. Mídia Locativa e Territórios Informacionais.  In: “Estéticas ARANTES, Priscila; SANTAELLA, Lúcia (orgs.) São Paulo: Ed. PUC/SP, 2007.

Texto do Seminário:

SANTAELLA, Lucia. Ecologia Pluralista das Mídias Locativas. Revista FAMECOS , Porto Alegre no 37, dezembro de 2008

PRADO, MAGALY. Audiocast nooradio – redes colaborativas de conhecimento. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da ComunicaçãoXXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Natal, RN – 2 a 6 de setembro de 2008

Silva, Fernando Firmino da Jornalismo móvel  Salvador : EDUFBA, 2015. 53 p. – (Coleção Cibercultura / Lab404)

suzana barbosa, luciana mielniczuk (ORG.) jornalismo e tecnologias móveis

CANAVILHAS, João, SATUF, Iva (orgs). Jornalismo para dispositivos móveis – produção, distribuição e consumo. Labcom, 2015

MANOVICH, Lev; TIFENTALE, Alise; YAZDANI, Mehrdad; CHOW, Jay. The exceptional and the
everyday: 144 hours in kiev. In: Big Data (Big Data), 2014 IEEE International Conference on
. IEEE, 2014. p. 72-79.

 + referências


AULA 11: DINÂMICAS DE REDE e “INTELIGÊNCIA COLETIVA”

PORTUGAL, Silvia. Contributos para uma discussão do conceito de rede na teoria sociológica. Oficina do CES n.o 271. Março de 2007

RÜDIGER, Francisco. As redes e a armação: da cultura do narcisismo ao fetichismo tecnológico. n: Maria Immacolata Vassallo de Lopes, Margarida Maria Krohling Kunsch(organizadoras). Comunicação, Cultura e Mídias Sociais. São Paulo: ECA/USP, 2016

HEARN, Alison. Structuring feeling: Web 2.0, online ranking and rating, and the digital ‘reputation’ economy Ephemera: Theory & Politics in Organisation 10(3/4)pp. 421-438, 2010

Texto do Seminário:

COSTA, Rogério da. Inteligência Afluente e Ação Coletiva. Mexico. Razón Y Palabra, n.41, octubre-noviembre, 2004 (acessado em 28.06.2013)

RECUERO, Raquel. O capital social em rede: como as redes sociais na internet estão gerando novas formas de capital social.  Contemporânea | comunicação e cultura – v.10 – n.03 – set-dez 2012 – p. 597-617

FIALHO, Fabrício Mendes. As Múltiplas Definições do Conceito de Capital Social
BIB, São Paulo, nº 65, 2º semestre de 2008, pp. 71-88.

Como suas curtidas, ‘parabéns’ e até cantadas dão credibilidade a fakes 12 dezembro 2017

TIAGO BARCELOS PEREIRA SALGADO. ALGORITHMIC PUBLICS: Relevance and recommendantio on YouTube. In: Tempos de rupturas: críticas dos processos comunicacionais / Organizado por Aline Monteiro Homssi … et al. – Ouro Preto: Universidade Federal de Ouro Preto, 2017.

+ referências (1)

+referências (2)


AULA 12: SEMINÁRIOS TEMÁTICOS

 


AULA 13  –  CULTURA DA CONEXÃO E DA PARTICIPAÇÃO

JENKINS, H., GREEN, J. FORD, Sam. Cultura da Conexão. São Paulo: Aleph, 2014. Introdução: Por que a mídia se propaga?

Texto do Seminário:

LUIZ, Lucio. Fan films e cultura participatória. Trabalho apresentado no GP Conteúdos Digitais e Convergências Tecnológicas do IX Encontro dos  Grupos/Núcleos de Pesquisa em Comunicação,Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Curitiba, PR – 4 a 7 de setembro de 2009

PRENSKY, Marc. Digital Natives, Digital Immigrants – Part 1. On the Horizon. Volume 9, Number Volume 9, Number 5, September/October 2001

SÁ, Simone Pereira de, HOLZBACH, Ariane Diniz. #u2youtube e a performance mediada por computador. Revista Galáxia, São Paulo, n. 20, p. 146-160, dez. 2010

Digital Natives, Digital Immigrants Part 1
Marc Prensky

+ referências

 

AULA 14: ESFERA PÚBLICA INTERCONECTADA E OPEN DATA

MAIA, Rousiley. Democracia e Internet como esfera pública virtual. MOTTA, Luiz Gonzaga (org.). Estratégias e culturas da comunicação. Brasília: UnB, 2002.

Texto do Seminário:

SILVA, Daniela. Transparência na esfera pública interconectada e dados governamentais abertos. 1a ed. – São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil : Maracá – Educação e Tecnologias, 2010.

Good journalism won’t be enough -“If journalists want the public to listen, then journalists have to listen to the public. If journalists want the public to care, then journalists have to care about the public.” (Predictions for Journalism – Molly de Aguiar – NiemanLab

How did the news go ‘fake’? When the media went social – Claire Wardle and Hossein Derakhshan -The Guardian –

Facebook para Jornalismo: entenda o projeto da rede social -Ferramentas da iniciativa estão em fase de testes na plataforma de Mark Zuckerberg – Por Gabrielle Lancellotti, Techtudo –

Pesquisa do Instituto Reuters revela porque leitores desconfiam da mídia – Ricardo Bilton, Nieman Lab | 19/12/17

How an SMS tool is bringing rape survivors into the media sphere – IJNet, Kim Harrisberg, Health-e News | October 05, 2017

Zeynep Tufekci. Twitter and Tear Gas: The power and fragility of networked protest. New Have: Yale University Press, 2017

+ referências

 


AULA 15: VIGILÂNCIA E MONITORAMENTO

DELEUZE, Giles. Pos-Scriptum: Sobre as sociedades de controle. Conversações, 1972–1990. Rio de Janeiro: Ed.34, 1992

Texto do Seminário:

DAL BELLO, Cinthia. Visibilidade, vigilância, identidade e indexação: a questão da privacidade nas redes sociais digitais. LOGOS 34 O Estatuto da Cibercultura no Brasil. Vol.34, Nº01, 1º semestre 2011

Facebook is giving the US government more and more data – Hanna Kozlowska Quartz, December 19, 2017

+ referências

 


 AULA 16 – DOS [HIPER]MEIOS ÀS [HIPER]MEDIAÇÕES

 

BECKER, Beatriz. Vida na Mídia: além do jornalismo. Entrevista com Mark Deuze. REVISTA ECO PÓS | ISNN 2175-8889 | VILÉM FLUSSER | V 19 | N.1 | 2016 | ENTREVISTA

SCOLARI, Carlos A. Narrativas Transmídia. Barcelona: Centros Libros PAPF, 2013

___________. Narrativas transmídia: consumidores implícitos, mundos narrativos e branding na produção da mídia contemporânea. São Paulo: Parágrafo, vol 1 n.3 , p.7-19, 2015

10 key principles for data-driven storytelling – Don’t overwhelm your audience, make information relatable and digestible, and more advice for journalists working with data – By: Damian Radcliffe Journalism.co.uk, 28 November 2017

The Future of Journalism – Papers from a conference organised by the BBC College of Journalism
Social media news users avoid news because it makes them feel badPosted By Jee Young Lee, News & Media Research Centre on
Half of mobile-only news consumers find news on social media, but few engage with further news content – By Jee Young Lee, News & Media Research CentrePosted on

Uma colaboração multimídia mostra impacto ambiental da extração de areia. Irene Wangui | IJNet, 18/12/17 (Shifting Sands)

Google News Lab(Foco em 04 áreas de desenvolvimento de pesquisa em jornalismo)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *