ciberativismocultura da conexãocultura da participaçãocultura de redeemergênciaesfera públicainteligência coletivamonitoramentopanópticovigilância

Aula 14: Esferas Públicas, Transparência e Vigilância

BECKER, Beatriz. Vida na Mídia: além do jornalismo. Entrevista com Mark Deuze. REVISTA ECO PÓS | ISNN 2175-8889 | VILÉM FLUSSER | V 19 | N.1 | 2016 | ENTREVISTA

BRUNO, Fernanda. Monitoramento, classificação e controle nos dispositivos de vigilância digital. Revista FAMECOS Porto Alegre nº 36 agosto de 2008
___________________. Rastros digitais sob a perspectiva da teoria ator-rede. Porto Alegre, v. 19, n. 3, pp. 681-704, setembro/dezembro 2012

CASTELLS, Manuel. O poder da comunicação. São Paulo: Paz & Terra, 2015. (Cap. 3 – Redes da Mente e Poder)

DAL BELLO, Cinthia. Visibilidade, vigilância, identidade e indexação: a questão da privacidade nas redes sociais digitais. LOGOS 34 O Estatuto da Cibercultura no Brasil. Vol.34, Nº01, 1º semestre 2011

DAUBS, Michael S.  The Myth of an Egalitarian Internet: Ocuupy Wall Street and the Mediatizations of Social Movements. International Journal of Digital Television 8, no. 3 (2017): 367-82.

DELEUZE, Giles. Pos-Scriptum: Sobre as sociedades de controle. Conversações, 1972–1990. Rio de Janeiro: Ed.34, 1992

MACHADO, Arlindo. Máquinas de Vigiar. Revista USP set/out/nov. 1990

PASQUALE, Frank. A Esfera pública automatizada: The Automated Public Sphere. Líbero. ANO XX – No 39 JAN. / AGO. 201

SILVA, Daniela. Transparência na esfera pública interconectada e dados governamentais abertos. 1a ed. – São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil : Maracá – Educação e Tecnologias, 2010.

SILVEIRA, Sérgio Amadeu. O governo dos algoritmos. Revista de Políticas Públicas v.21 n. 1 p267-281, 2016


Good journalism won’t be enough -“If journalists want the public to listen, then journalists have to listen to the public. If journalists want the public to care, then journalists have to care about the public.” (Predictions for Journalism – Molly de Aguiar – NiemanLab

How did the news go ‘fake’? When the media went social – Claire Wardle and Hossein Derakhshan -The Guardian –

Half of mobile-only news consumers find news on social media, but few engage with further news content – By Jee Young Lee, News & Media Research Centre –Posted on 

A crise do jornalismo segundo o poder de distribuição das mídias sociais – Blog do Fábio Vasconcelos. 

WARDLE, Claire. Combater a desinformação é como varrer as ruas – Por Angela Pimenta Observatório da Imprensa, 14/11/2017

Facebook para Jornalismo: entenda o projeto da rede social -Ferramentas da iniciativa estão em fase de testes naplataforma de Mark Zuckerberg – Por Gabrielle Lancellotti, Techtudo –


 

The Future of Journalism – Papers from a conference organised by the BBC College of Journalism
Social media news users avoid news because it makes them feel badPosted By Jee Young Lee, News & Media Research Centre on
MOROZOV, Evgeny. ‘Big Data’ poderia ter impedido o 11 de setembro? Folha de S. Paulo.23/07/2013
Google News Lab(Foco em 04 áreas de desenvolvimento de pesquisa em jornalismo)
Kittler on the NSA – Theory, Cultura & Society –February 12, 2014

More is less

Rolf Dobelli, author of The Art of Thinking Clearly, explains: “News items are bubbles popping on the surface of a deeper world. Will accumulating facts help you understand the world? Sadly, no. The relationship is inverted. The important stories are non-stories: slow, powerful movements that develop below journalists’ radar but have a transforming effect. The more ‘news factoids’ you digest, the less of the big picture you will understand.” –

How the web distorts reality and impairs our judgement skills – The Guardian 13/05/2014


…quando existirem problemas com a informação, a solução oferecida é normalmenteacrescentar mais informações. A históriados documentos e comunidades apontapara a outra direção – na direção de menos informações e mais contexto…
Duguid & Brown, A vida social da Informação

Na era das fake news, brasileiro engana todo mundo e causa incidente diplomático

João Filho – The Intercept Brasil –14 de Janeiro de 2018, 9h49

 


William S. Burroughs (1975)

Ednei de Genaro – Maelström Life

SF Forward | Sci-fi Connections

Lightbeam is a Firefox add-on that enables you to see the first and third party sites you interact with on the Web. Using interactive visualizations, Lightbeam shows you the relationships between these third parties and the sites you visit.

Oficina Antivigilância

Software Livre: para proteger-se da vigilância – André Solnik

Os muitos tentáculos do Facebook – Revista Fórum – Glauco Faria e Ivan Longo

Facebook is giving the US government more and more data – Hanna Kozlowska Quartz, December 19, 2017

Face to Facebook –Stealing 1 million Facebook profiles, filtering them with face-recognition software, and then, posting them on a custom-made dating website, sorted by their facial expressions characteristics.

How to see all the companies tracking you on Facebook — and block them – Jim Edwards – Business Insider, Aug. 12, 2015

Google – Minha atividade

Criptografia e Arte. Aos 12 anos, Joana César inventou um alfabeto cifrado para esconder segredos do irmão mais velho. Depois, espalhou sua arte pelas ruas do Rio, como neste muro no Jardim Botânico.

A culpa não é do Kremlin –  Fronteiras do Pensamento 20.11.2017 | #Fernando Schuler

Por que publicar mais dados abertos não é suficiente para empoderar os cidadãos – JORNALISMO DE DADOS – Adi Eyal IJnet 11/01/17

(“Mas simplesmente “liberar” dados não é suficiente. Até mesmo a conferência de alto nível da ONU sobre a revolução dos dados na África, realizada no ano passado, reconheceu que é improvável que os cidadãos usem dados abertos e, portanto, os intermediários – ou “infomediários” – devem desempenhar um papel importante”)

Mark Zuckerberg Is in Denial – Zeynep Tufekci New York times – The Opinion Pages | CONTRIBUTING OP-ED WRITER – The Real Problem is Not Misinformation ·

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *