AULA 13: MÍDIAS LOCATIVAS e TERRITÓRIOS INFORMACIONAIS 

ANDRADE, Luiz Adolfo. Jogos locativos. Salvador : Edufba, 2016. (Coleção Cibercultura)

LEMOS, André. Mídia Locativa e Territórios Informacionais.  In: “Estéticas ARANTES, Priscila; SANTAELLA, Lúcia (orgs.) São Paulo: Ed. PUC/SP, 2007.

RIESER, Martin.  Locative Media and Spatial Narratives. NeMe, 28/05/2009

Texto Complementar

SANTAELLA, Lucia. Ecologia Pluralista das Mídias Locativas. Revista FAMECOS , Porto Alegre no 37, dezembro de 2008

___________________. Ecologia Pluralista da Comunicação. São Paulo : Paulus, 2010 (Cap. 8 – Midias Móveis e Locativas: entre Tânatos e Eros)

Silva, Fernando Firmino da Jornalismo móvel  Salvador : EDUFBA, 2015. 53 p. – (Coleção Cibercultura / Lab404)

WEISER, Mark. The Computer for the 21st Century

AUGUSTO, Diego Menezes; FEITOSA, Maria Zelfa de Souza  e  BOMFIM, Zulmira Áurea Cruz. A utilização dos mapas afetivos como possibilidade de leitura do território no CRAS. Est. Inter. Psicol.. 2016, vol.7, n.1

A tribute to female flâneurs: the women who reclaimed our city streets – the guardian, (cities) 29/07/2016

 The flâneur – the keen-eyed stroller who chronicles the minutiae of city life – has long been seen as a man’s role. From Virginia Woolf to Martha Gellhorn, it’s time we recognised the vital, transgressive work of the flâneuse.  Share your experiences and stories of urban walking

Dinamarquês faz mistura de filme e vídeo – ESTHER HAMBURGER Folha de S. Paulo, 28/08/1995

The Commodification of Location:Dynamics of Power in Location-Based Systems – Irina Shklovski, Janet Vertesi, Emily Troshynski, and Paul Dourish


Plataforma colaborativa de músicas localizadas no tempo (décadas) e no espaço (países)

Jogos eletrônicos e geografia da comunicação: espaço, lugar e mediação na (ciber)cultura do entretenimento- Luiz Adolfo Paiva de Andrade

The Computer for the 21st Century – Mark Weiser

Gaza Plataform – Anistia Internacional

Pokémon Go: leading the location ad revolution – James Brown – The Guardian, 15/07/2016

4 exemplos de como a realidade aumentada já está melhorando a nossa vida

MEMóRIA, IDENTIDADE E TERRITóRIO: MAPAS AFETIvOSCOMO INDICADORES DE hÁBITOS CULTURAIS Kaian Nóbrega Maryssael Ciasca. Revista do Centro de Pesquisa e Formação do SESC n. 6, junho 2018

MAPPING VOICES

Wikipedia: Wiki Game Players (one or more) start on the same randomly selected article and must navigate to another pre-selected article (home) only clicking links within the current article. The goal is to arrive at the home article in the fewest number of clicks (articles) or the least time)

Yik Yak -Yik Yak is a location-based social network that helps you connect with the people around you. By letting you share news, ask questions, offer support, and interact freely with others who are in the same place at the same time, Yik Yak acts as a springboard for discovering, meeting, and connecting with people in your local community.

A vida pelas linhas dos trens em Londres

Reflexões de um repórter de iPhone: O que o celular ensinou a um jornalista de rádio -Neal Augenstein | IJNet -22/04/15

Nova York através de um iPhone – O fotógrafo Andrew Lichtenstein utiliza seu celular para retratar a vida cotidiana da cidade a partir de um outro ponto de vista El País, 01/04/2014

Mapa revela segregação racial no Brasil – Jornal digital “NEXO” –  Daniel Mariani, Murilo Roncolato, Simon Ducroquet e Ariel Tonglet

 Mídias locativas e a esfera pública – Brett Stalbaum e Cicero Inacio da Silva

Aplicativo da Agência Pública combina de forma inédita o jornalismo à geolocalização – Alessandra Monnerat, Blog Jornalismo nas Américas, 12/07/2017
Uma mistura entre jornalismo e Pokemón Go – é assim que o site Agência Pública define seu primeiro aplicativo, o Museu do Ontem.

Projetos que repensam o espaço urbano é tema da 1ª Residência do Red Bull Basement – por Red Bull Station, 09/12/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *